"Sim, eu quero saber. Saber para melhor sentir; sentir para melhor saber. " - Cézanne

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Essas bandas roqueiras de língua inglesa dos anos 80

Antônio Rodrigues de Lemos Augusto, jornalista e advogado - Cuiabá-MT
Quais bandas melhor representam o que foi o rock de língua inglesa dos anos 80? Na verdade, os anos 80 demonstraram o quanto o rock tem variáveis diversas. Aqui, quero apenas listar bandas, sem me aprofundar, cada uma com um link de uma música. Coloquei no rol aquelas mais conhecidas.

A banda que certamente mais se popularizou nos anos 80 e que está aí até hoje obviamente é a irlandesa U2. Uma música foi fundamental para essa popularização: Sunday Bloody Sunday. Aliás, está em um disco que, para mim, é o melhor da banda, embora muitos prefiram The Joshua Tree, que mudou rota e estilo do U2. Segue Sunday Bloody Sunday:

Ainda pelo lado da Inglaterra, The Cure veio com outra pegada. Um pessoal meio gótico, mas com um grande som. “In Between days” virou um clássico, contido em um disco que está entre os melhores do rock de todos os tempos:

Os britânicos do Queen também estouraram nos anos 80. A banda é de 1971, mas foi nos anos 80 que lançou sucessos como “Radio Ga Ga”, “I want to break free” e “A kind of Magic”. E alguns sucessos dos anos 70 também tocavam como se fossem recentes: “Love of my life”, “We Will rock you” e “We are the champions”. Gosto muito do engraçadíssimo clip de “I want to break free”:

Continuando na terra da Rainha, Simple Minds foi outra banda, com estilo diferenciado: “Don’t you forget about me” tocou muito, ainda bem:

Casada com o vocalista do Simple Minds, Chrissie Hynde era uma espécie de Rita Lee inglesa. Ela era a vocalista e guitarrista de outra banda importante dos anos 80: The Pretenders. Destaco “Middle of the Road”:

Continuando pelo solo inglês, The Smiths, claro!!!! Era a “Legião Urbana inglesa”... Fica o link de “Big mouth streets again”:

Não posso me esquecer de Dire Straits, talvez a banda britânica mais norte-americana que exista. Na verdade, a banda é de 1977, mas arrebentou mesmo nos anos 80, com o álbum Brothers in Arms, de 1985. “Money for nothing” era o hit. A gravação, a seguir, tem Sting, Elton John (no piano), Phil Collins (em uma das duas baterias usadas) e um discreto Eric Clapton (em uma das guitarras):

Por falar em Sting, The Police deixou saudades. Surgida em 1977, foi considerada a melhor banda inglesa nos anos de 1980 e 1981. Infelizmente, acabou por volta de 1986. Um dos clássicos da banda é “King of pain”:

Mudando de continente, o pessoal da Men at Work era australiano. A música “Down Under” ainda roda por aí:

A Austrália também pariu os metaleiros do AC/DC. A banda, da mesma forma que Dire Straits, começou nos anos 70, mas estourou nos 80, com um rock pesado. Vocalista e guitarrista tinham grande empatia com o público. Não é meu estilo, mas fica aí “Jailbreak”, tocada no Rio de Janeiro, em 1985, uma das mais conhecidas deles: http://www.youtube.com/watch?v=WAHlG2qL32o 

Por falar em metaleiros, eles não eram de país de língua inglesa, mas o inglês era o idioma escolhido para as músicas: os alemães dos Scorpions também fizeram muito sucesso nos anos 80. Apesar do estilo pesado, curiosamente o maior sucesso dos anos 80 da banda era uma baladona: “Still loving you” –

Para metaleiro torcer o nariz, vamos lembrar da onda new wave, cujo destaque maior foi The B’52. Na minha adolescência, “Private Idaho” era essencial nas festas e, de certa forma, lembra o começo dos nossos Titãs do Iê, Iê, Iê (sim, era o nome inicial dos Titãs...):

Enfim, claro que bandas ficaram de fora da lista, ou porque não eram tão populares (gosto muito de Eco & the Bunnymen, mas não é o caso de estar aqui) ou porque eu não curtia mesmo (eu respeito, mas não me peçam para listar Duran Duran e A-Ha, que – aliás – não têm nada de rock...). Obviamente, devo ter me esquecido de muitas. E não coloquei as que tiveram maior destaque em décadas anteriores, como é o caso de Rolling Stones e de Kiss.

Vale realçar que algumas bandas não estão inseridas porque vieram posteriormente, tipo The Cramberries e Radiohead. Também Nirvana e R.E.M., que, embora tenham surgido nos anos 80, os hits mais conhecidos já são da década seguinte. Essas ficam para o Top-década de 90.

Enfim, boas lembranças de uma década nem melhor, nem pior, que qualquer outra, mas bem divertida e de um “bom gosto” de roupa para fazer inveja ao pessoal boca-de-sino dos anos 70: Todo mundo muito bonito nas fotos...